Header Ads

Vanguardas europeias

O século XX começa com a Europa em intensa turbulência. Problemas políticos, conflitos entre países vizinhos contribuíram para um acirramento de ânimos que culminou, em 1914, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial. É justamente no período compreendido entre os acontecimentos que levaram à Primeira Guerra Mundial e o fim da Segunda Guerra que surgirão, na Europa, vários movimentos artísticos intitulados vanguardas.














Cubismo


Designa o modo de expressão que recria, através de planos geométricos, elementos da realidade. O espírito da geometria e dos volumes procura sugerir a visão simultânea dos diferentes ângulos do objeto representado. Picasso e Braque são os primeiros grandes nomes do Cubismo.

Homem num café, de Juan Gris

Futurismo


Em 1909, a Europa é surpreendida por uma nova vanguarda: o Futurismo. É o mais personalista de todos os movimentos estéticos do período e sua história não pode ser dissociada da de seu idealizador, Filippo Tommaso Marinetti - indivíduo dinâmico e profundamente influenciado pelas transformações tecnológicas que marcaram o início do século XX.

A cidade se levanta, de Umberto Boccioni

Expressionismo


Contemporâneo do Cubismo e do Futurismo, o movimento expressionista foi profundamente influenciada pela guerra, e seus quadros ressaltam, não raro, um lado obscuro da humanidade, retratando faces marcadas pela angústia e pelo medo. O mais conhecido representante do Expressionismo, na pintura, é o norueguês Edvard Munch.

Puberty, de Edvard Munch

Dadaísmo


Dadá vem para abolir de vez a lógica, a organização, a postura racional, trazendo para a arte um caráter de espontaneísmo e gratuidade total. O principal problema de todas as manifestações artísticas estava, segundo os dadaístas, em almejar algo impossível: explicar o ser humano.

Fountain, de Marcel Duchamp

Surrealismo


O Surrealismo, última das vanguardas europeias a manifestar-se, apóia-se nas teorias da Psicanálise, acreditando que, pelo subconsciente, pode-se atingir a libertação total da imaginação.

Cisnes refletindo elefantes, de Salvador Dalí


Fontes: Português: Linguagens - William Cereja & Thereza Cochar + Português: Língua, Literatura e Produção de Texto: Maria Luiza Abaurre, Marcela Nogueira Pontara & Tatiana Fadel.

Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.