Header Ads

7 pecados capitais das redações

O Enem e os vestibulares estão cada vez mais exigentes nas provas de redação. Reflexo disso é que o número de estudantes que alcançam a nota máxima diminui ano a ano. O número de redações com notas baixíssimas ou até zeradas também cresce gradualmente, mas, nesse caso, não devemos culpar apenas a rigorosidade dos avaliadores.
Vamos tomar o Enem como exemplo: suas provas são realizadas há anos e suas regras são amplamente divulgadas (e dificilmente passam por alterações), mas, mesmo assim, o número de estudantes que zeram a redação por erros bobos óbvios como fugir ao tema ou desrespeitar os direitos humanos só aumenta. Ou seja, os estudantes estão ignorando princípios básicos de uma prova de redação.
Tendo isso em vista, listamos abaixo os 7 pecados capitais das redações, com os erros mais comuns cometidos durante as provas de redação. Se gostar, não se esqueça de curtir nossa página no Facebook e nos seguir no Twitter e no Instagram!


1. Não praticar


Redação é como Matemática: você pode até ler teorias, assistir aulas e pesquisar novas dicas para melhorar seu desempenho, mas só vai aprender verdadeiramente com a prática. Pegue temas de vestibulares e provas do Enem anteriores, ligue o cronômetro e pratique!


2. Não obedecer a estrutura básica da redação


Isso é muito simples. Se o vestibular exigiu uma carta argumentativa, é uma carta argumentativa que você irá escrever. Se outro pediu uma dissertação, você não deverá escrever um conto, e sim uma dissertação. Parece óbvio, mas tem muita gente que acaba tendo a redação zerada por não obedecer a estrutura textual solicitada.


3. Fugir ao tema


Este também é óbvio, mas muitos estudantes tem a redação zerada por fugirem ao tema, mesmo que parcialmente. O jeito é redobrar a atenção durante a leitura dos textos de apoio, e triplicá-la quando for escrever o rascunho.


4. Cometer muitos erros gramaticais e não usar conectivos corretamente


Não, você não terá a redação zerada se acabar esquecendo um acento agudo. Entretanto, cometer erros gramaticais repetidas vezes vai derrubar a sua nota. Por isso, nunca deixe dúvidas passarem sem resposta e leia frequentemente para melhorar o vocabulário. O mesmo cuidado vale para o uso dos conectivos, indispensáveis em uma redação. Faça uma tabela com os principais conectivos, compreenda o significado de cada um deles e sempre tenha um sinônimo à mão, para evitar repetições.


5. Não respeitar os direitos humanos


Lembre-se: você deve usar argumentos bem fundamentados para justificar sua tese, independentemente de ser contra ou favorável a respeito do tema em questão. Se você for "preconceituoso" ou fazer apologia a um crime terá sua redação zerada.


6. Não ser claro e preciso


Como disse Júlio Dantas, "O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco". Tenha em mente que redigir períodos muito longos aumenta a chance de erros.


7. Não demonstrar conhecimento de mundo


Falamos sobre isso em quase todos os artigos e vamos repetir: o estudante deve demonstrar conhecimento de mundo em todas as redações. Ou seja, ele deve mostrar ao corretor que conhece mais do que aquilo que já está exposto nos textos de apoio. Pode-se fazer isso por meio de citações filosóficas, apontando mestres no assunto, fazendo alusões históricas ou literárias, etc.

Leia também:



Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.