Header Ads

Saiba como a Fuvest-USP avalia a prova de Redação

A prova de redação da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) sempre pode surpreender o candidato em sua proposta para o ingresso na Universidade de São Paulo (USP) e no curso de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Em 2013, por exemplo, após três vestibulares seguidos com uma pergunta na prova de redação, a Fuvest voltou a colocar um texto não verbal. Na prova de 2014, o estudante não encontrou uma coisa nem outra: um texto de jornal convocou à construção de um texto dissertativo para ser publicado em jornal, revista ou meio eletrônico.




Critérios de avaliação 


Tipo de texto e abordagem: os avaliadores verificam se o texto configura-se como uma dissertação e se atende ao tema proposto. O candidato deve demonstrar a habilidade de compreender a proposta de redação e, quando esta contiver uma coletânea, que ele se revele capaz de ler e de relacionar adequadamente os trechos que a integram. É analisada a abordagem, a efetiva progressão de desenvolvimento do tema e a capacidade do candidato de criticar e de argumentar. 

Estrutura: é o componente de ferramentas que foi utilizado: a paragrafação, a coesão textual (composição de frases, períodos e parágrafos), a coerência das ideias. O grau de coerência reflete a capacidade do candidato para relacionar os argumentos e organizá-los de forma a deles extrair conclusões apropriadas e, também, sua habilidade para planejar e construir um texto significativo.

Expressividade: é a clareza ao exprimir as ideias. São examinados aspectos gramaticais como ortografia (a grafia e a escolha do vocabulário), morfologia, sintaxe e pontuação. Espera-se que o candidato revele competência para expor com precisão os argumentos selecionados para defender seu ponto de vista.

Como é feita a avaliação


A Fuvest não exige que seus avaliadores sejam professores da USP, mas eles não podem lecionar no terceiro ano do Ensino Médio. Os corretores cumprem um dia inteiro de treinamento prévio. Cerca de 70 avaliadores de redação, em média, trabalham em cada vestibular. Todas as redações são digitalizadas, e cópias não identificadas de cada uma são encaminhadas a dois corretores. Cada avaliador lê, em média, cem redações por dia. Eles não podem conversar entre si sobre as provas. São atribuídas notas de 0 a 4 às três características, que depois são convertidas para a base 100, proporcionalmente ao valor máximo dessa prova (50 pontos). Quando há discrepância de notas, a redação recebe nota final de auditores ou da diretoria da fundação.


Quanto vale


A redação vale 50 pontos, e as questões de português também 50. Assim, uma redação nota 9 vale 37,5 pontos.


Zera a nota


Fugir ao tema proposto ou ao tipo de texto (dissertação) anula e zera a nota, mas não elimina o candidato, pois vale a nota da prova, que reúne também as questões de português. Zerar a nota na prova inteira desclassifica o candidato.


Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.