Header Ads

7 dicas de como ter inspiração para escrever

O famoso ditado de que apenas a prática leva à perfeição é muito coerente se pensarmos na questão da escrita e no nível de exigência dos vestibulares atualmente. No Enem, maior vestibular do país, o número de candidatos que conseguem a nota máxima é de menos de 1%, mas o número de notas zero, infelizmente, cresce todos os anos.

Dedicar-se no mínimo uma vez por semana à produção de um texto é essencial. Porém, escrever nem sempre é uma prática fácil e depende de inúmeros fatores, como a inspiração. Pensando nisso, elaboramos este post com 7 dicas que contribuem para que ela esteja presente no momento em que o escritor mais precisa: a hora de praticar. 



Escolha bem o ambiente 

Apesar de cômodo, estudar deitado, na cama, no sofá ou em lugares com má iluminação, por exemplo, não é o ideal para quem quer se inspirar e escrever de forma produtiva. O cérebro interpreta esse conjunto de situações como um momento para descansar e não para movimentar a imaginação e os conhecimentos para pensar e produzir. Conforto é importante, mas a organização do espaço de trabalho e estudo devem ser bem avaliados. 



Compreenda seu ritmo 

Cada indivíduo tem uma forma de estudar e um ritmo específico de resposta a este estímulo. Para alguns, duas horas é o ideal, mas talvez para você trinta minutos seja suficiente. Há, ainda, momentos em que você provavelmente esteja mais apto a escrever, os famosos picos de inspiração ao longo do dia (ou da noite). É interessante observá-los e, sempre que possível, aproveitá-los. 



Garanta estar com a mente descansada 

Uma mente cansada trabalha de forma mais devagar quando direcionada a uma tarefa metódica como a escrita. Bons escritores garantem uma rotina de descanso para não sofrerem com problemas de concentração e sono excessivo na hora de produzir. 



Escute música 

Já há estudos que comprovam o poder da música para estimular a concentração, além do fato de ela promover a criatividade, por meio da sensibilização das melodias. A dica é escutar músicas em um idioma desconhecido, para que o cérebro não foque na decodificação da letra da canção ao invés de focar no assunto a ser desenvolvido. ;) 



Roteirize ideias no dia a dia 

Ajuda, antes e durante a escrita, criar um banco de ideias, organizando as informações novas que podem surgir em diversos momentos do dia, inclusive nos que o indivíduo não está escrevendo. O que é anotado pode ou não ser aproveitado, mas o ideal é não desperdiçar possíveis boas ideias. Que tal andar com um bloquinho de notas na mochila? Vale anotar no celular também! 



Compartilhe e troque ideias 

Discutir ideias com outras pessoas faz com que a capacidade de expressão delas seja moldada e aperfeiçoada. É interessante, inclusive, observar como é a receptividade do outro em relação aos seus argumentos: você é convincente? Passa credibilidade? Esse é o seu objetivo quanto ao corretor no Enem, não é? Exponha mais de suas opiniões durante as conversas em grupo, absorva novos pontos de vista e aproprie-se de ideias novas. 



Pesquise em meios divertidos 

Hoje em dia, há recursos altamente educativos, como inúmeros vídeos do Youtube, documentários na Netflix e, até mesmo, posts no Facebook. É possível alcançar inspiração em momentos de entretenimento. Veja AQUI uma lista de filmes e documentários que discutem temas globais e podem te ajudar na hora de produzir. 


Todos nós passamos pelos famosos “bloqueios” de escrita. O ideal é buscar estratégias para contornar essa situação. O que não pode é deixar de treinar, afinal, o objetivo é a nota máxima na redação, e só a prática pode levá-lo à excelência. ;) 

Até a próxima!


Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!




Leia também:


Tecnologia do Blogger.