Olá, pessoal! O mês de junho promete muitas novidades bacanas no universo literário. Veja abaixo quais são as mais aguardadas!


O Caso Evandro: Sete acusados, duas polícias, o corpo e uma trama diabólica, de Ivan Mizanzuk
Lançamento: 14/06/2021
Editora: HarperCollins


Resumo: No início da década de 90, várias crianças desapareceram no Paraná. Em 6 de abril de 1992, na cidade de Guaratuba, litoral do estado, foi a vez do menino Evandro Ramos Caetano, de 6 anos. Poucos dias depois, seu corpo foi encontrado sem mãos, cabelos e vísceras, o que levou à suspeita de que ele fora sacrificado num ritual satânico. Passados três meses, numa reviravolta que deixou até os investigadores atônitos, sete pessoas ― incluindo a esposa e a filha do prefeito da cidade ― foram presas e confessaram o crime. O caso, que ficou conhecido como “As bruxas de Guaratuba”, teve imensa repercussão. Especulações sobre o crime diabólico preencheram páginas e mais páginas de jornais, e ocuparam a programação televisiva. Os desdobramentos judiciais se estenderam por cerca de três décadas. Neste livro reportagem, criado a partir da pesquisa feita para a quarta temporada do podcast Projeto Humanos, Ivan Mizanzuk conta como procedimentos investigativos contestáveis e denúncias de tortura puseram em xeque a validade não apenas do trabalho policial, mas também das confissões dos supostos culpados.



O Clube Do Crime Das Quintas-Feiras, de Richard Osman
Lançamento: 10/06/2021
Editora: Intrínseca


Resumo: Toda quinta, em um retiro para aposentados no sudeste da Inglaterra, quatro idosos se reúnem para — segundo consta na agenda da sala de reunião — discutir ópera japonesa. Mas não é bem isso que acontece ali dentro. Elizabeth, Ibrahim, Joyce e Ron usam o horário para debater casos policiais antigos sem solução, confiantes de que podem trazer justiça às vítimas e encontrar os responsáveis por algumas daquelas atrocidades do passado. Com todos os integrantes acima dos setenta anos, o Clube do Crime das Quintas- Feiras não é a equipe de detetives mais convencional em que se conseguiria pensar, mas com certeza está mais do que acostumada a fortes emoções. Afinal, Joyce foi enfermeira por décadas, Ibrahim ajudou pacientes psiquiátricos em situações dificílimas, Ron era um reconhecido líder sindical e Elizabeth... bom, digamos que assassinatos e redes de contatos sigilosas não eram nenhuma novidade para ela. Quando um empreiteiro local com projetos bastante questionáveis na cidade aparece morto, o grupo tem a oportunidade de seguir as pistas de um caso atual. Apostando em seus semblantes inocentes e habilidades investigativas estranhamente eficazes — além de trocas de favores clandestinas com a polícia, que, apesar de todos os esforços, parece estar sempre um passo atrás de seus colegas amadores —, os quatro amigos embarcam em uma aventura na qual as mortes do presente se entrelaçam com antigos segredos, e em que saber demais pode trazer consequências perigosas.



O Deus das Avencas, de Daniel Galera
Lançamento: 18/06/2021
Editora: Companhia das Letras


Resumo: O autor de Barba ensopada de sangue, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, nos traz um livro marcante, que toma caminhos inesperados para narrar um mundo em rápida transformação. As três histórias deste volume vão do passado recente ao futuro distante, e falam de expectativas e perdas, e de como reconstruir a vida a partir de nossos próprios erros. Daniel Galera expande as possibilidades da literatura nas três novelas reunidas neste livro. Em "O deus das avencas", que abre este volume, um casal se fecha em casa à espera do nascimento do primeiro filho, e mergulha numa incerteza crescente, tanto pelo destino deles quanto pelos rumos do país. Em "Tóquio", Galera abandona a narrativa mais realista ao retratar a vida de um homem solitário, obrigado a enfrentar o passado em um mundo que atravessou um desastre ambiental e tecnológico. E, por fim, em "Bugônia", ele dá um passo além ao recriar a história de uma comunidade pós-apocalíptica em simbiose com a natureza, que, pressionada pelas ameaças externas de um planeta devastado, precisa se transformar de forma radical. O deus das avencas é um livro especulativo e por vezes sombrio, mas extremamente humano.



Amores improváveis, de Edney Silvestre
Lançamento: 07/06/2021
Editora: Globo


Resumo: Em Amores improváveis, o jornalista e escritor Edney Silvestre conta a história de quatro irmãs e seus amores. A obra tem como pano de fundo a travessia do Atlântico por imigrantes vindos para substituir a mão de obra escravizada, o golpe militar da Proclamação da República em 1889, o florescer de São Paulo como metrópole de diversidade étnica no início do século XX, a construção da Madeira-Mamoré na Amazônia, os primeiros sinais da liberação feminina ― e uma trágica consequência para quem ousou desafiar as convenções.



A casa da alegria, de Edith Wharton
Lançamento: 07/06/2021
Editora: Record


Resumo: O romance A casa da alegria é ambientado na Nova York do início do século XX, revelando a alta sociedade norte-americana e seus hábitos, desejos, segredos e ostentações. Em meio a essa realidade, encontra-se Lily Bart, uma jovem linda e bem educada que se vê desamparada financeiramente após a morte de seus pais. Ela é, então, acolhida pela tia, a única parente que se dispõe a ajudá-la, e passa a fazer o possível para se manter entre os grandes figurões da sociedade, embora suas condições não permitam que mantenha seus luxos. Lily Bart, com sua personalidade afiada e um talento especial para ler as pessoas, vai se mantendo entre os ricos como uma espécie de bibelô, sendo convidada para festas, eventos, temporadas no campo e até viagens. Seu objetivo é, conforme sua criação lhe ensinou, encontrar um marido que possa arcar com seus luxos, e assim levar uma vida confortável, porém sem abdicar de sua felicidade. No entanto, sua idade já é considerada avançada para o casamento e suas condições de vida não passam despercebidas pelo seu grupo de amigos. O romance representa as diversas restrições impostas às mulheres na sociedade, desde econômicas até morais. A protagonista Lily, em diversos momentos, se depara com a impossibilidade de ser tratada como igual pelos homens, em especial na área de negócios, e vê sua reputação arruinada por cometer atitudes simples como passear ou viajar sozinha na companhia de um homem. A casa da alegria apresenta as artimanhas que os homens podem construir, baseados na sua posição de poder, além das complexas relações de amizades por parte das mulheres, que, por vezes fragilizadas pela estrutura social de competição, podem cair na armadilha de tornassem inimigas. Edith Wharton apresenta nesta sua obra-prima um pouco de sua vivência pessoal em meio à alta sociedade nova-iorquina e ilumina diversas críticas sociais, como o papel imposto à mulher na sociedade, a educação das mulheres voltada apenas para os objetivos matrimoniais e a desigualdade no tratamento entre os dois sexos. Lily Bart é uma protagonista forte e inesquecível, para ser amada e odiada, mas, acima de tudo, compreendida.



Conversas desconfortáveis com um homem negro, de Emmanuel Acho
Lançamento: 21/06/2021
Editora: Leya


Resumo: Conversas desconfortáveis com um homem negro é um convite acolhedor a todos aqueles interessados em conhecer mais tudo a que as pessoas negras estão diariamente submetidas – discriminação, desigualdade e violência, tanto em suas formas mais evidentes e abomináveis quanto nas mais veladas, subjacentes e estruturais. O comentarista esportivo Emmanuel Acho, um homem negro, acredita que a solução para o racismo, que ultrapassa as fronteiras dos países, é a empatia, só alcançada com informação. Ele então decidiu criar um “espaço seguro” para responder a perguntas – complexas e simples, insensíveis e consideradas tabu – que muitas pessoas hoje em dia têm medo de fazer e cujo entendimento profundo é a chave para combatermos o preconceito e a desigualdade. Emmanuel fez primeiro uma websérie em seu canal no YouTube, que teve mais de 17 milhões de visualizações. Logo em seguida, foi convidado a transformá-la neste livro, que foi publicado nos Estados Unidos em novembro de 2020, chegou à lista dos mais vendidos em apenas duas semanas e foi escolhido como um dos melhores do ano.



Reino Transcendente, de Yaa Gyasi
Lançamento: 25/06/2021
Editora: Rocco


Resumo: Gifty é uma jovem superdotada que está preparando o doutorado em Neurociência na prestigiosa Universidade de Stanford. Contudo, sua vida aparentemente promissora não é nada fácil, sendo, ao contrário, repleta dos dramas e grandes desafios com os quais costumam se defrontar os imigrantes africanos radicados no ambiente racista do Sul dos Estados Unidos, como é o seu caso. Vinda de Gana em busca do “sonho americano” sua família conhece apenas o reverso da medalha enfrentando dificuldades contínuas. Seu pai é o primeiro a entregar os pontos, abandonando a mulher e os dois filhos para refazer sua vida no país de origem. Sua mãe jamais se recupera da decepção, buscando consolo na religião e se desdobrando para criar bem os filhos. Nana é um rapaz alto, forte e bonito que tem tudo para se tornar uma estrela milionária do basquete, mas se torna viciado em opioides após uma lesão e morre prematuramente em virtude de uma overdose. Enquanto efetua pesquisas científicas com camundongos no laboratório da universidade, Gifty ainda tem que enfrentar a depressão da mãe, que se refugia na inércia e no silêncio após a morte de Nana, seu preferido. Apesar dos dramas que enfrenta, Gifty, a protagonista-narradora, consegue superar todos os obstáculos que derrotam seus familiares, casando-se e integrando-se perfeitamente na sociedade norte-americana, em um final feliz que parecia quase impossível.