Ads

Resenha: Noite na taverna, de Álvares de Azevedo


Oi, pessoal! Tudo bem com vocês? Conforme tinha prometido há alguns dias quando postei a resenha de Macário (CLIQUE AQUI para conferir), iria postar uma resenha de Noite na Taverna também. E como prometido, cá estou eu 😊

Como já havia comentado anteriormente, Álvares de Azevedo é meu autor preferido. Muito provavelmente já li tudo o que ele escreveu, além de algumas biografias sobre ele. Mesmo assim, até então ainda não havia publicado nada sobre ele aqui no blog. Sendo assim, além desta publicação sobre Noite na Taverna e da publicação sobre Macário, pretendo publicar uma resenha de Lira dos Vinte Anos ainda nos próximos dias. Vocês podem acompanhar as minhas redes sociais para não perder!


Agora, vou falar um pouco sobre o autor. É muito comum encontrar brasileiros que têm preconceito com a literatura nacional, como se algo de qualidade pudesse vir apenas do exterior. Mas isto é uma inverdade sem tamanho. Temos diversos autores excelentes e um dos de maior destaque, na minha opinião, é Álvares de Azevedo.

Álvares de Azevedo morreu muito jovem e não conseguiu ver nenhuma de suas obras sendo publicadas ainda em vida. Porém, o pouco que viveu foi suficiente para garantir uma produção literária muito prolífica, incluindo poemas, contos e peças de teatro.


Além disso, ele também é considerado como o maior representante da segunda geração do Romantismo no Brasil, tendo sido influenciado por grandes autores como Goethe, Lord Byron e Alfred de Musset. E é justamente a sua obra Noite na Taverna que deixa mais claras essas suas inspirações.

Ao contrário do que estava em voga em sua época, Álvares de Azevedo mostrou ter sido muito influenciado pela literatura estrangeira em Noite na Taverna. Enquanto a maior parte dos autores brasileiros se voltavam para um certo nacionalismo, Azevedo mirou em temas macabros, que estavam sendo muito explorados pelos autores europeus.

Noite na Taverna é um livro bem curto, que muito provavelmente você vai conseguir ler em menos de 3 ou 4 horas. O livro conta a história de cinco homens que estavam reunidos em uma taverna. Em certo ponto, entre uma taça de vinho e outra, cada um deles começa a contar uma história macabra de seu passado. As histórias contadas por Solfieri, Bertram, Gennaro, Claudius Hermann e Johann são reunidas em contos distintos. Todos esses contos são bem impressionantes, considerando a época em que foram escritos, explorando temas como a morte, adultério, assassinato, estupro, necrofilia, incesto e canibalismo.

O livro Noite na Taverna é maravilhoso e recomendo a todos vocês, mas principalmente para aqueles leitores mais ávidos por livros de terror e suspense.