Header Ads

O que NUNCA fazer na redação do Enem ou vestibular

Fuga ao tema: Este é bem óbvio, todo mundo sabe que deve respeitar o tema da proposta de redação. Entretanto, alguns candidatos dão uma 'viajada legal': começam explicando uma coisa aqui, outra ali, vão comparando isso com aquilo, e, quando param para analisar o texto, percebem que fugiram ao tema, mesmo que parcialmente. Neste caso não tem saída mesmo. O jeito é dobrar, quero dizer, triplicar a atenção enquanto estiver lendo a proposta e escrevendo seu rascunho. 


Desrespeitar os direitos humanos: De nada adianta entender a proposta de redação e usar 'argumentos' preconceituosos ou fazer apologia ao crime. 

Não estar atento às atualidades: Procure ler muitos livros, revistas e jornais, pois isso certamente vai te ajudar muito na hora de formular seus argumentos. Lembre-se que você deverá provar ao corretor que já está familiarizado com o tema.

Escrever a redação oficial com lápis.


Dar adeus à gramática: Alguns corretores até podem não pegar pesado se você esquecer um acento agudo lá no meio do texto. Mas, não abuse da sorte; se não tem certeza de como se escreve determinada palavra, é melhor utilizar um sinônimo. O mesmo cuidado vale para a concordância.

Exagerar nas rasuras/ usar corretivo: Errar é humano e você não vai ser reprovado só porque, em um momento de desatenção ou ansiedade, acabou errando uma palavrinha (se foi reprovado, não foi só por causa de uma rasura). Mas preste atenção na hora em que for transcrever sua redação para a folha oficial, a fim de não acabar exagerando nas rasuras. Acima de tudo, procure manter a calma, pois a maior causa desses erros é a ansiedade. Caso você erre uma palavra, basta passar um tracinho (apenas UM) em cima dela. Jamais use corretivo, pois além de ficar muito feio visualmente e nem de longe resolver seu problema com a rasura (na verdade piora), muitas redações podem - e vão - ser zeradas por causa disso. 


Letra ilegível: A questão aqui não é ter uma letra bonita, mas sim legível. O corretor não vai parar para analisar se a sua letra é redondinha o suficiente, ele quer apenas compreender o que você escreveu.

Desenhar ou deixar recados na folha oficial de redação.

Copiar parte dos textos motivadores.

Não respeitar as margens.

"Viver no limite": Não faça nem o mínimo, nem ultrapasse o limite máximo de linhas na sua redação. Aqui também vale lembrar que você deve manter uma letra regular, ou seja, não comece escrevendo o texto com uma letra imensa e, de uma hora para outra, passe a escrever o texto com letra pequena. É enquanto você escreve o rascunho que deve analisar se vai sobrar ou faltar espaço.

Desrespeitar a estrutura da redação: Se a universidade pediu uma dissertação, você escreve uma dissertação. Se ela pediu uma carta argumentativa, é uma carta que você vai escrever. Parece simples, não é? Porém, existem estudantes que gostam de viajar nesse sentido. Alguns começam a escrever poemas, rimar frases, narrar historinhas... Acredite ou não, eu já tive que 'corrigir' uma fábula!


Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.