Header Ads

Os Gêneros Literários

Gênero é a maneira pela qual os conteúdos literários organizam-se em uma forma, por apresentarem características estruturais semelhantes.















A primeira divisão dos gêneros data da Grécia Antiga e é feita por Aristóteles, em sua Arte poética. Segundo ele, é possível identificar três gêneros de manifestação literária: o lírico, o dramático e o épico, correspondendo cada um deles à expressão de determinada experiência humana.

O gênero lírico

Na Grécia Antiga, os poetas apresentavam suas composições com o acompanhamento de instrumentos musicais. O preferido era um instrumento de cordas chamado lira, do qual deriva a denominação gênero lírico - composições apresentadas com o acompanhamento da lira.


Orfeu toca magistralmente sua lira para libertar a amada Eurídice (Orfeu entra nos Infernos - detalhe -, de Mantegna, 1465-1474. Afresco.)

Considerando o tipo de conteúdo apresentado para a divisão dos gêneros, assume-se que o gênero lírico ressalta o chamado mundo interior. Em outras palavras, na lírica o poeta está apresentando emoções, sentimentos, estados de espírito. Veja o exemplo:

Carta
Carlos Drummond de Andrade

Há muito tempo, sim, que não te escrevo. 
Ficaram velhas todas as notícias. 
Eu mesmo envelheci: Olha, em relevo, 
estes sinais em mim, não das carícias 

(tão leves) que fazias no meu rosto: 
são golpes, são espinhos, são lembranças 
da vida a teu menino, que ao sol-posto 
perde a sabedoria das crianças. 

A falta que me fazes não é tanto 
à hora de dormir, quando dizias 
"Deus te abençoe", e a noite abria em sonho. 

É quando, ao despertar, revejo a um canto 
a noite acumulada de meus dias, 
e sinto que estou vivo, e que não sonho.


São várias as formas poéticas utilizadas pelos autores na produção de textos líricos.

Elegia

Poema originário da Grécia Antiga sobre acontecimentos tristes, muitas vezes enfocando a morte de um ente querido ou de alguma personalidade pública.

Écloga

Poema que retrata a vida bucólica dos pastores, em um ambiente campestre.

Ode

Poema que apresenta uma espécie de exaltação de valores nobres, caracterizando-se pelo tom de louvação. Também se originou na Grécia Antiga.

Soneto

A mais conhecida das formas líricas. Poema de catorze versos, organizados em duas estrofes de quatro versos (quartetos) e duas estrofes de três versos (tercetos), que surgiu no século XIII, na Itália.

O gênero dramático

Ao identificar o drama como um dos três gêneros literários, Aristóteles considerou uma característica assumida pela forma de alguns textos: eram feitos para serem representados. Isso fica evidente, aliás, no sentido original do drama, que, em grego, refere-se à ação.

A atriz brasileira Bibi Ferreira interpreta a personagem Joana, da peça Gota d'água, que se inspira na tragédia Medeia, de Eurípides.

No contexto dos gêneros literários, será considerado dramático o texto escrito para ser apresentado em público, com atores, cenário etc. Observe:

PRIMEIRO ATO
CENA I 

Sala ricamente adornada: mesa, consolos, mangas de vidro, jarras com flores, cortinas, etc., etc. No fundo, porta de saída, uma janela, etc., etc. 

AMBRÓSIO (só de calça preta e chambre)

"No mundo a fortuna é para quem sabe adquiri-la. Pintam-na cega... Que simplicidade! Cego é aquele que não tem inteligência para vê-la e a alcançar. Todo homem pode ser rico, se atinar com o verdadeiro caminho da fortuna. Vontade forte, perseverança e pertinácia são poderosos auxiliares. Qual o homem que, resolvido a empregar todos os meios, não consegue enriquecer-se? Em mim se vê o exemplo. Há oito anos, eu era pobre e miserável, e hoje sou rico, e mais ainda serei. E como não importa; no bom resultado está o mérito... Mas um dia pode tudo mudar. Oh, que temo eu? Se em algum tempo tiver que responder pelos meus atos, o ouro justificar-me-á e serei limpo de culpa. As leis criminais fizeram-se para os pobres..."

Trecho de O Noviço, de Martins Pena.


Das formas específicas do drama, Aristóteles deteve-se na análise da tragédia e da comédia.

Tragédia

Tematiza as paixões e os vícios humanos. Tais temas eram apresentados por personagens nobres, e os conflitos encenados quase sempre eram sobre questões de honra e poder.

Comédia

Trata de fatos comuns, cotidianos, corriqueiros, relacionados à vida de pessoas também comuns. O principal objetivo da comédia era a crítica dos costumes por meio do riso.

Durante a Idade Média, outras modalidades dramáticas tornaram-se bastante populares: o auto e a farsa.

Auto

Peça curta, na maioria das vezes de cunho religioso. Os atores, geralmente, não representam seres humanos, mas sim entidades abstratas , como a bondade, a virtude, a hipocrisia, o pecado, a gula, a luxúria. Isso fazia com que os autos tivessem conteúdo fortemente simbólico e, muitas vezes, moralizante.

Farsa

Pequena peça, cujo conteúdo envolve situações ridículas ou grotescas. Tinha como objetivo a crítica dos costumas por meio da ridicularização.

O gênero épico

O terceiro gênero literário identificado por Aristóteles foi o épico. Nos poemas épicos são tematizados os feitos grandiosos relacionados a personagens heroicas. Ressalta-se o fato de que, mesmo caracterizadas individualmente como heroicas, as personagens de uma epopeia cumprem a função mais importante de representar sentimentos e valores coletivos. A narração de seus feitos heroicos funciona, então, como símbolo do valor e das virtudes do povo que representam.


Menelau conduz Helena de volta a Esparta (ânfora de figuras negras do pintor Amásis, séc. V a.C.)

Esse aspecto dos poemas épicos pode ser mais bem compreendido com a ajuda do trecho inicial de uma das mais célebres epopeias: a Odisseia, de Homero.

"Musa, reconta-me os feitos do herói astucioso que muito
peregrinou, dês que esfez as muralhas sagradas de Troia;
muitas cidades dos homens viajou, conheceu seus costumes,
como no mar padeceu sofrimentos inúmeros na alma,
para que a vida salvasse e de seus companheiros a volta."

Variante do épico, a forma característica da narrativa pode ser apresentada como aquela em que um narrador conta uma história com personagens que se envolvem em ações que transcorrem em um espaço, durante um tempo determinado.

De acordo com a estrutura específica assumida pela narrativa, dizemos tratar-se de um romance, de uma novela, de um conto ou de uma fábula.

Romance

Apresenta um acontecimento ficcional que envolve várias personagens e pode tratar de diferentes temas (conflitos pessoais, aspectos da vida familiar e social). A depender do tema desenvolvido, dizemos que o romance é policial, psicológico, histórico, regionalista etc.

Novela

Narrativa menos complexa que o romance. Em sua estrutura, o aspecto mais valorizado é o da ação. A novela apresenta vários conflitos sucessivamente desenvolvidos.

Conto

Narrativa mais curta e mais simples do que o romance e a novela. Geralmente apresenta poucas personagens e um conflito único.

Fábula

Narrativa de caráter pedagógico com estrutura simples e de curta duração. A história apresentada tem por objetivo transmitir princípios de natureza moral e ética, muitas vezes utilizando-se de animais como personagens. Se as personagens são objetos inanimados, a fábula recebe a denominação especial de apólogo.


Fonte: Livro de Português - Volume único, de Maria Luiza Abaurre, Marcela Nogueira Pontara e Tatiana Fadel.

Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.