Header Ads

20 alusões cinematográficas para usar em sua redação

Já comentei diversas vezes aqui no Acrobata das Letras sobre o quanto a prova de redação, principalmente no Enem, é extremamente interdisciplinar. Para um bom desempenho, o estudante deve não somente dominar as técnicas básicas de redação, mas deve também demonstrar conhecimento de mundo. Em resumo, ele deve mostrar ao corretor que conhece mais sobre o tema proposto do que aquilo que já está exposto nos textos de apoio, evitando uma argumentação superficial.


Existem diversas formas de demonstrar conhecimento de mundo. Anteriormente, já escrevi sobre as citações filosóficas, alusões históricas e alusões literárias. Agora, darei 20 sugestões de alusões cinematográficas que podem ser usadas em uma redação.

Leia também:


Histórias Cruzadas

(The Help, Direção: Tate Taylor, 2012) País: EUA/ Emirados Árabes Unidos/ Índia


Contexto em que pode ser usado: Racismo / Machismo / Desigualdade / Preconceito
Sinopse: Jackson, pequena cidade no estado do Mississipi, anos 60. Skeeter (Emma Stone) é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark (Viola Davis), a emprega da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista, o que desagrada a sociedade como um todo. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.


Meninos não Choram

(Boys Don't Cry, Direção: Kimberly Peirce, 1999) País: EUA


Contexto em que pode ser usado: Questões de Gênero e Sexualidade / Preconceito / Violência
Sinopse: Saiba como Teena Brandon se tornou Brandon Teena e passou a reivindicar uma nova identidade, masculina, numa cidade rural de Falls City, Nebraska. Brandon inicialmente consegue criar uma imagem masculinizada de si mesma, se apaixonando pela garota com quem sai, Lana, e se tornando amigo de John e Tom. Entretanto, quando a identidade sexual de Brandon vem público, a revelação ativa uma espiral crescente de violência na cidade.




Conduzindo Miss Daisy

(Driving Miss Daisy, Direção: Bruce Beresford, 1989) País: EUA

Contexto em que pode ser usado: Racismo / Desigualdade / Preconceito
Sinopse: Atlanta, 1948; Uma rica judia de 72 anos (Jessica Tandy) joga acidentalmente seu Packard novo em folha no jardim premiado do seu vizinho. O filho (Dan Aykroyd) dela tenta convencê-la de que seria o ideal ela ter um motorista, mas ela resiste a esta idéia. Mesmo assim o filho contrata um afro-americano (Morgan Freeman) como motorista. Inicialmente ela recusa ser conduzida por este novo empregado, mas gradativamente ele quebra as barreiras sociais, culturais e raciais que existem entre eles, crescendo entre os dois uma amizade que atravessaria duas décadas.



Tempos Modernos

(Modern Times, Direção: Charles Chaplin, 1936) País: EUA



Contexto em que pode ser usado: Trabalho / Desigualdade / Economia
Sinopse: Um operário de uma linha de montagem, que testou uma “máquina revolucionária” para evitar a hora do almoço, é levado à loucura pela “monotonia frenética” do seu trabalho. Após um longo período em um sanatório ele fica curado de sua crise nervosa, mas desempregado. Ele deixa o hospital para começar sua nova vida, mas encontra uma crise generalizada e equivocadamente é preso como um agitador comunista, que liderava uma marcha de operários em protesto. Simultaneamente uma jovem rouba comida para salvar suas irmãs famintas, que ainda são bem garotas. Elas não tem mãe e o pai delas está desempregado, mas o pior ainda está por vir, pois ele é morto em um conflito. A lei vai cuidar das órfãs, mas enquanto as menores são levadas a jovem consegue escapar.



Tiros em Columbine

(Bowling for Columbine, Direção: Michael Moore, 2002) País: EUA

Contexto em que pode ser usado: Violência / Desarmamento
Sinopse: Documentário que investiga a fascinação dos americanos pelas armas de fogo. Michael Moore, diretor e narrador do filme, questiona a origem dessa cultura bélica e busca respostas visitando pequenas cidades dos Estados Unidos, onde a maior parte dos moradores guarda uma arma em casa. Entre essas cidades está Littleton, no Colorado, onde fica o colégio Columbine. Lá os adolescentes Dylan Klebold e Eric Harris pegaram as armas dos pais e mataram 14 estudantes e um professor no refeitório. Michael Moore também faz uma visita ao ator Charlton Heston, presidente da Associação Americana do Rifle.



Persépolis

(Persepolis, Direção: Vincent Paronnaud, Marjane Satrapi, 2007) País: EUA/França

Contexto em que pode ser usado: Machismo / Desigualdade / Preconceito / Xenofobia
Sinopse: Marjane, de oito anos, sonha em ser uma profetisa do futuro, para assim salvar o mundo. Querida pelos pais cultos e modernos e adorada pela avó, ela acompanha avidamente os acontecimentos que conduziram à queda do xá e de seu regime brutal. A entrada da nova República Islâmica inaugura a era dos “Guardiões da Revolução”, que controlam como as pessoas devem agir e se vestir. Marjane, que agora deve usar véu, sonha em se transformar numa revolucionária. Para tentar protegê-las seus pais a enviam para a Áustria.



Terráqueos

(Earthlings, Direção: Shaun Monson, 2007) País: EUA

Contexto em que pode ser usado: Direitos dos Animais
Sinopse: Provocante documentário que relata a dependência e a exploração cruel e desrespeitosa da humanidade com relação aos animais, tanto para companhia (pet-shops, fábricas de filhotes e abrigos), alimentação (criação, abate), vestimentas (comércio de peles e couros), entretenimento (circos, rodeios, touradas), e pesquisa científica (experimentos científicos, testes de cosméticos). O filme é narrado pelo indicado ao Oscar Joaquin Phoenix e apresenta músicas criadas pelo artista de platina renomado pela crítica Moby. Em 2005 ganhou 3 prêmios em 3 festivais diferentes Boston, San Diego e Artivist.



Tomboy

(Tomboy, Direção: Céline Sciamma, 2012) País: França



Contexto em que pode ser usado: Questões de Gênero e sexualidade / Preconceito
Sinopse: Laure (Zoé Héran) é uma garota de 10 anos, que vive com os pais e a irmã caçula, Jeanne (Malonn Lévana). A família se mudou há pouco tempo e, com isso, não conhece os vizinhos. Um dia Laure resolve ir na rua e conhece Lisa (Jeanne Disson), que a confunde com um menino. Laure, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas masculinas, aceita a confusão e lhe diz que seu nome é Mickaël. A partir de então ela leva uma vida dupla, já que seus pais não sabem de sua falsa identidade.



Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

(Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, Direção: Daniel Ribeiro, 2014) País: Brasil

Contexto em que pode ser usado: Acessibilidade / Questões de Gênero e Sexualidade / Preconceito / Deficientes Físicos e Mentais
Sinopse: Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.



Laranja Mecânica

(Clockwork Orange, Direção: Stanley Kubrick, 1972) País: Reino Unido, EUA



Contexto em que pode ser usado: Violência / Censura e Supressão de Direitos
Sinopse: No futuro, o violento Alex (Malcolm McDowell), líder de uma gangue de delinquentes que matam, roubam e estupram, cai nas mãos da polícia. Preso, ele recebe a opção de participar em um programa que pode reduzir o seu tempo na cadeia. Alex vira cobaia de experimentos destinados a refrear os impulsos destrutivos do ser humano, mas acaba se tornando impotente para lidar com a violência que o cerca.



Hunger

(Hunger, Direção: Steve Macqueen, 2008) País: Reino Unido/Irlanda do Norte



Contexto em que pode ser usado: Violência / Sistema Prisional
Sinopse: Violento, dramático, controverso, apaixonante e profundamente emotivo, “Hunger” é uma experiência multi-sensorial que nos dá uma visão da Greve de Fome do IRA, mais concretamente dos últimos meses de vida de Bobby Sands na prisão de Maze em Belfast, na Irlanda do Norte do início dos anos 80. Grande parte do filme desenvolve-se numa sucessão de planos longos que sugerem verdadeiras “pinturas”. Submerso em tanta tragédia, em termos visuais, é absolutamente deslumbrante. Parco em palavras, realçando até a solidão nas celas, o filme transmite de forma absolutamente tangível as várias formas de violência e protesto de que eram alvo os prisioneiros republicanos, capazes de passar quase cinco anos apenas com um cobertor como roupa, sem tomar banho e rodeado de paredes cobertas de excrementos e comida podre. Enquadra também magistralmente o declínio físico atroz de Sands durante os 66 dias em que se recusou a ingerir alimentos, numa impressionante entrega do ator Michael Fassbender.



1984

(1984, Michael Radford, 1984) País: Inglaterra



Contexto em que pode ser usado: Censura e Supressão de Direitos
Sinopse: Adaptação do clássico homônimo de George Orwell. Vivendo sob um governo autoritário e que tem o controle total sobre cada ação dos cidadãos, proibindo qualquer tipo de emoção, o burocrata Winston Smith enfrenta problemas ao se apaixonar por Julia.



Revolução dos Bichos

(Animal Farm, Direção: John Halas, Joy Batchelor, 1954) País: Inglaterra

Contexto em que pode ser usado: Desigualdade / Censura e Supressão de Direitos
Sinopse: Desenho animado produzido na Inglaterra que faz adaptação do clássico de George Orwell, a obra que narra a história do fazendeiro Jones, um homem beberrão e cruel que explora seus animais. Revoltados com seu proprietário, os animais se organizam e tomam posse das terras, passando a controlar o lugar e decretando uma série de novas regras. Os porcos, no entanto, querem uma sociedade ideal por meio da opressão, o que faz surgir uma revolução.


Mississipi em Chamas

(Mississippi Burning, Direção: Alan Parker, 1989) País: EUA

Contexto em que pode ser usado: Racismo / Desigualdade / Preconceito
Sinopse: Mississipi, 1964. Rupert Anderson (Gene Hackman) e Alan Ward (Willem Dafoe) são dois agentes do FBI que estão investigando a morte de três militantes dos direitos civis. As vítimas viviam em uma pequena cidade onde a segregação divide a população em brancos e pretos e a violência contra os negros é uma tônica constante.



Pra Frente Brasil

(Pra Frente Brasil, Direção: Roberto Farias, 1982) País: Brasil

Contexto em que pode ser usado: Violência / Censura e Supressão de Direitos
Sinopse: Em 1970 o Brasil inteiro torce e vibra com a seleção de futebol no México, enquanto prisioneiros políticos são torturados nos porões da ditadura militar e inocentes são vítimas desta violência. Todos estes acontecimentos são vistos pela ótica de uma família quando um dos seus integrantes, um pacato trabalhador da classe média, é confundido com um ativista político e “desaparece”.



A Cor Púrpura

(The Color Purple, Direção: Steven Spielberg, 1986) País: EUA

Contexto em que pode ser usado: Racismo / Machismo / Desigualdade / Preconceito
Sinopse: Georgia, 1909. Em uma pequena cidade Celie (Whoopi Goldberg), uma jovem com apenas 14 anos que foi violentada pelo pai, se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de procriar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã, e é doada a "Mister" (Danny Glover), que a trata simultaneamente como escrava e companheira. Grande parte da brutalidade de Mister provêm por alimentar uma forte paixão por Shug Avery (Margaret Avery), uma sensual cantora de blues. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas (a única forma de manter a sanidade em um mundo onde poucos a ouvem), primeiramente com Deus e depois com a irmã Nettie (Akosua Busia), missionária na África. Mas quando Shug, aliada à forte Sofia (Oprah Winfrey), esposa de Harpo (Willard E. Pugh), filho de Mister, entram na sua vida, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.



Uma Lição de Amor

(I Am Sam, Direção: Jessie Nelson, 2002) País: EUA



Contexto em que pode ser usado: Acessibilidade / Deficientes Físicos e Mentais / Preconceito
Sinopse: Sam Dawson (Sean Penn) é um homem com deficiência mental que cria sua filha Lucy (Dakota Fanning) com uma grande ajuda de seus amigos. Porém, assim que faz 7 anos Lucy começa a ultrapassar intelectualmente seu pai, e esta situação chama a atenção de uma assistente social que quer Lucy internada em um orfanato. A partir de então Sam enfrenta um caso virtualmente impossível de ser vencido por ele, contando para isso com a ajuda da advogada Rita Harrison (Michelle Pfeiffer), que aceita o caso como um desafio com seus colegas de profissão.



Ônibus 174

(Ônibus 174, Direção: Felipe Lacerda, José Padilha, 2002) País: Brasil

Contexto em que pode ser usado: Violência / Desigualdade
Sinopse: Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o seqüestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país. No filme a história do seqüestro é contada paralelamente à história de vida do seqüestrador, intercalando imagens da ocorrência policial feitas pela televisão. É revelado como um típico menino de rua carioca transforma-se em bandido e as duas narrativas dialogam, formando um discurso que transcende a ambas e mostrando ao espectador porque o Brasil é um país é tão violento.




Incêndios

(Incendies, Direção: Denis Villeneuve, 2010) País: Canadá, França

Contexto em que pode ser usado: Preconceito / Xenofobia
Sinopse: O último desejo de uma mãe é mandar os gêmeos Jeanne e Simon numa jornada pelo Oriente Médio na busca por suas emaranhadas raízes. Adaptado da aclamada peça de Wajdi Mouawad, Incendies conta a poderosa e comovente história da viagem de dois jovens adultos para o núcleo do ódio profundamente enraizado, das guerras que nunca acabam e do amor duradouro.



As Sufragistas

(Suffragette, Direção: Sarah Gavron, 2015) País: Reino Unido


Contexto em que pode ser usado: Machismo / Desigualdade / Preconceito
Sinopse: No início do século XX, após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não possuem o direito de voto no Reino Unido. Um grupo militante decide coordenar atos de insubordinação, quebrando vidraças e explodindo caixas de correio, para chamar a atenção dos políticos locais à causa. Maud Watts (Carey Mulligan), sem formação política, descobre o movimento e passa a cooperar com as novas feministas. Ela enfrenta grande pressão da polícia e dos familiares para voltar ao lar e se sujeitar à opressão masculina, mas decide que o combate pela igualdade de direitos merece alguns sacrifícios.



Gostou? Acompanhe nossa página no Facebook!



Leia também:

Tecnologia do Blogger.